Skip to content

Ignorando aliados e PMs, Cabral queria prender Bombeiros no Riocentro e Maracanazinho

14/06/2011

Ignorando aliados e PMs, Cabral queria prender Bombeiros no Riocentro e Maracanazinho

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net

Leia mais artigos no site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão


Exclusivo – Os computadores do Palácio Guanabara foram inundados, semana passada, por mais de um milhão de e-mails. A quase totalidade com violentos ataques ao político Sérgio Cabral. As mensagens criticaram a posição despótica do governador do Rio de Janeiro contra 439 Bombeiros Militares – que ficaram presos uma semana, sob acusação de motim, depois de classificados como “vândalos” por Cabralzinho, que sofreu o maior de seus desgastes políticos e não poderá mais sonhar com uma eventual candidatura a vice-presidente da República, na provável chapa de Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-presidente telefonou duas vezes para Cabral, advertindo-o dos perigos causados à própria imagem pelos ataques violentos aos bombeiros – sempre considerados heróis no imaginário coletivo. Cabral se queimou com Lula, porque não deu bola para os conselhos dados. Cabral recebeu ligações da Presidenta Dilma, advertindo que a greve dos bombeiros lhe causava um perigoso desgaste. Também não ligou para o que Dilma falou, até que recebeu outro telefonema, este em tom menos brando, do chefão do PMDB, o vice-Presidente Michel Temer, avisando-o que sua situação política é gravíssima. Cabral foi alvo de protestos da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Anistia Internacional.

O desgaste público de Cabral teia sido ainda maior se ele não tivesse ouvido, pelo menos, alguns Oficiais da Polícia Militar que o assessoram diretamente. No primeiro momento, Sérgio Cabral montou um esquema com seu aliado Eduardo Paes, para dar uma punição exemplar aos bombeiros revoltosos por melhores salários. Cabral desejava prendê-los no Riocentro (o complexo de exposições e eventos da Prefeitura do Rio de Janeiro). A ideia de transformar o local em “campo de concentração” teve o apoio do prefeito Paes – que prometeu até a logística de um caminhão onde se faria comida para os presos. Por sorte de Cabral, a ideia foi abortada pela cúpula da PM, que lhe lembrou da associação do Riocentro com o triste episódio da bomba que explodiu e matou um sargento do Exército, no show musical de 1º de maio de 1981.

Demovido da ideia nazista do Riocentro, Cabralzinho formulou outra opção também fascista. Prenderia os Bombeiros no Ginásio Gilberto Cardoso, o Maracanazinho. Desta vez, os oficiais da Polícia Militar foram ainda mais incisivos com o Governador Fluminense – que é torcedor doente do Vasco. Os PMs garantiram que não haveria logística nem homens suficientes para dar conta da transformação de um estádio em prisão. Os PMs também tentaram contemporizar com Cabral – que acabou cedendo – porque a cúpula de Coronéis dos Bombeiros também estava insatisfeita e a ponto de “aderir ao movimento”, o que ampliaria o caos.

Cabral apagou o fogo de revolta da cúpula, devolvendo-lhes o status de poder. Recriou a Secretaria de Defesa Civil – tirando os Bombeiros do vexame institucional de terem se transformado em uma mera subsecretaria da área da Saúde. O reajustezinho salarial de 5,58% dado aos Bombeiros, extensivo a Policiais Militares, Civis e Agentes Penitenciários, também não surtiu efeito político. O desgaste de Cabral é insustentável, e deve se tornar público na divulgação das próximas pesquisas de opinião sobre o desempenho dos governos estaduais.

A população do Rio de Janeiro se solidarizou com os Bombeiros. Basta ver a quantidade de carros desfraldando fitinhas vermelhas – símbolo da luta dos Bombeiros. Ontem, o governador ordenou à PM que divulgasse que “apenas” 26 mil pessoas tenham participado das manifestações pró-bombeiros na Orla de Copacabana. Até policiais militares do 13º BPM (Praça Tiradentes) vieram à passeata dos bombeiros na Praia de Copacabana. Estavam vestidos com uma camisa azul em que havia escrito “PM no local”. Por outro lado, bombeiros e simpatizantes vestem vermelho.

A cantora Alcione, madrinha do Corpo dos Bombeiros, se juntou aos manifestantes, vestida com uma camisa da corporação. Ela disse que a invasão do quartel na semana passada foi um momento onde todos estavam com a cabeça quente. A cantora se declarou solidária na luta pela anistia penal dos 439 detidos por participar da invasão. Alcione chegou a comentar que o governador Sergio Cabral era um homem sensível e vai rever a situação dos militares, dando um aumento salarial justo.

Cabral ontem fez pirotecnia para tentar conter o impacto negativo da denúncia do jornal O Globo, de que, em maio, o comando do Corpo de Bombeiros do Rio autorizou uso de recursos do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros (Funesbom) para pagamento de cerca de R$ 694 mil em diárias de viagens internacionais. Os beneficiados foram 33 tenentes-coronéis e 42 capitães inscritos no Curso Superior de Bombeiro Militar (CSBM) e no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO). Com medo da repercussão negativa da notícia, o governador prometeu enviar hoje uma mensagem à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) modificando a destinação Funesbom e determinando que 30% deles sejam utilizados para pagamento de gratificações aos bombeiros. Em 2010, o fundo arrecadou cerca de R$ 110 milhões.

Vida que segue… Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Junho de 2011.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: